Neste dia dedicado ao meio ambiente, temos que manter o alerta sobre a necessidade de uma mudança na nossa relação com o ecossistema ambiental.

Vimos, recentemente, o impacto positivo causado pela diminuição da circulação de pessoas, em função das restrições impostas, para combater a pandemia do COVID-19.

Quando se trata da relação da sociedade com o meio ambiente, um dos aspectos mais relevantes, em minha opinião, é modelo de consumo de pessoas e empresas, que pressionam cada vez mais, os recursos naturais e os sistemas de descarte de resíduos, mesmo aqueles feitos de forma técnica. Urge, que tenhamos uma nova postura diante do consumo.

Não podemos mais conviver com uma geração de resíduos, que beira a loucura e que trará consequências nefastas para toda a sociedade, seja pelo alto custo de gestão destes resíduos ou pelos gastos com saúde, em virtude de doenças oriundas da poluição.

Do lado das empresas, a mudança de mindset inclui a revisão de estratégias de negócio, como a “obsolescência programada”, que leva a necessidade de substituição de produtos, com uma frequência muito maior, daquela experimentada, em outras épocas. Além disto, a transição do modelo de produção linear para o circular, levará a uma nova visão sobre a gestão de resíduos, no âmbito das cadeias de suprimentos, que precisam caminhar para um modelo sustentável, com a adoção de medidas, que objetivem a eliminação do resíduo, dentro das cadeias de valor. É o momento de olharmos para os ‘3 R” preconizados na PNRS – Política Nacional de Resíduos Sólidos: reduzir, reutilizar e reciclar.

Como consumidores, precisamos questionar o “custo ambiental” da fabricação dos produtos, que consumimos. Para produzir uma única calça jeans são consumidos 11 mil litros de água (você não leu errado, é isto mesmo). É muita água. A mudança de nossa postura diante da aquisição de produtos, será fundamental, para a obtenção de resultados positivos, na relação com o meio ambiente.

A opção por um modelo de consumo consciente, por parte de empresas e consumidores, baseado na busca constante da eliminação dos resíduos, através da diminuição dos itens adquiridos, do aumento do ciclo de vida do produto, da preocupação com a pegada ambiental(1), são pontos que devem estar nas agendas de todos: organizações, governos e consumidores, pois somente assim, poderemos sonhar com dias 05 de junho, em que saudemos a saúde do meio ambiente.

 

Fonte:

  1. https://www.mma.gov.br/cidades-sustentaveis/residuos-solidos/politica-nacional-de-residuos-solidos. Acessado em 05/06/2020

 

Nota:

  1. Foto destacada é de autoria de Colin Behrens por Pixabay